Blog

Agradeço a generosidade do convite do Emanuel Jorge Botelho, meu querido amigo, para apresentar “Sombras e Outros Disfarces”, neste fim de tarde de um incerto Junho, num dos centros culturais mais importantes dos Açores: a Livraria SolMar. Neste espaço de cultura açoriana - logo de cultura universal - rodeados de livros, de amigos, de escritores, de admiradores da obra do Emanuel

  Ponta Delgada, ou a Cidade do Nosso  (Des)contentamento   Ando por aí, com a memória magoada, desavindo com o presente, farto de palavras engomadas para o futuro. Emanuel Jorge Botelho, Crónicas II e agora no 3º volume de Avenida Marginal: Ficções, Ponta Delgada   Vamberto Freitas   O contexto primeiro. Este terceiro volume de Avenida Marginal: Ficções, Ponta Delgada faz parte de um projecto da editora Artes

  Carlos Carreiro nasceu e cresceu em Ponta Delgada numa família com grande ligação às artes, às letras e às viagens. Recordo, a esse respeito, o seu bisavô, António José Raposo que, em 1857, aos vinte anos, embarcou à aventura num navio mercante, correu mundo e registou a sua passagem pela América do Norte, Madagáscar, China, Macau, Timor, Egipto e Inglaterra,

Categorias